Grupo Gente

Sindico Profissional

Síndico Profissional

O síndico profissional está se tornando uma profissão cada vez mais solicitada no mercado de trabalho. Um dos principais motivos é que as obrigações diárias dos moradores de um condomínio deixam cada vez menos tempo para atividades diferentes e as funções de um síndico sempre demandam tempo e dedicação.

Na profissão de síndico profissional a situação é diferente. O síndico pode dedicar-se exclusivamente ao trabalho, consegue ter horários muito flexíveis para suas atividades e, conhecendo bem as funções de síndico, pode ter contrato com vários condomínios ao mesmo tempo, sem ser empregado, mas contratado como síndico.

A função de síndico profissional ainda não é reconhecida oficialmente, mas os contratos possuem respaldo na legislação, o que torna a profissão Síndico uma atividade legal.

O que o síndico profissional faz:

O trabalho do síndico profissional é o mesmo de qualquer síndico morador e deve seguir as regras estabelecidas no artigo 1348 do Código Civil, no capítulo que rege os condomínios:

O síndico é quem vai convocar a assembleia dos condôminos;

Cabe ao síndico representar o condomínio, ativa e passivamente, atuando também em juízo, se necessário, para atender os interesses comuns dos condôminos;

O síndico é quem deve dar conhecimento à assembleia de procedimentos judiciais ou administrativos sobre o condomínio;

O cumprimento da convenção, do regimento interno e determinações da assembleia são de responsabilidade do síndico;

Ao síndico cabe conservar as áreas comuns e zelar pela execução dos serviços de interesse dos condôminos;

A responsabilidade de elaborar o orçamento de receitas e despesas relativas a cada ano também está entre as obrigações do síndico;

O síndico é quem deve cobrar dos condomínios as taxas de condomínio, acrescentando as multas devidas;

Ao síndico também cabe a prestação de contas à assembleia dos condôminos, tanto mensal quanto anualmente.

Finalmente, o artigo considera responsabilidade do síndico realizar os seguros necessários ao condomínio.

O Código Civil também estabelece que o condomínio pode contratar uma pessoa como síndico profissional, com poderes de representação, concedendo ao síndico ainda a prerrogativa de transferir total ou parcialmente os poderes a ele conferidos, mediante aprovação da assembleia.

Assim, o síndico profissional torna-se praticamente uma profissão, podendo ser uma opção para os condôminos, transferindo a alguém que realmente conhece o assunto as responsabilidades de manutenção do condomínio.

O Síndico profissional ganha bem?

O síndico profissional pode estabelecer diversas formas de remuneração no contrato que faz com os condomínios, e isso vai depender de diversos fatores ligados ao seu trabalho.

Uma das formas de remuneração do síndico profissional é uma taxa baseada em uma tabela de valores de serviço, recebendo conforme o contrato e conforme a realização de serviços. Alguns síndicos profissionais mais experientes chegam a cobrar até o dobro ou o triplo dos síndicos em início de carreira;

Outra maneira de remuneração de um síndico profissional é estabelecer uma percentagem sobre a arrecadação do condomínio para suas despesas. Para o síndico profissional pode ser um atrativo, embora seja prejudicial para os moradores;

O síndico profissional também pode estabelecer valores baseados em salário mínimo, mantendo assim uma renda mensal fixa. Condomínios de porte médio chegam a render entre dois e três salários mínimos por mês, enquanto que os de maior porte, e dependendo das instalações, podem chegar até a R$ 15 mil mensais.

Diferença do síndico profissional para uma empresa de gestão de condomínios:

O mercado oferece aos condomínios também a opção de uma administradora de condomínios e isso pode também atrair os condôminos.

No caso da opção ser por um síndico profissional, este deve ser o responsável também pela contratação de serviços e fornecimento de materiais.

Uma administradora de condomínios, além dos serviços e materiais, pode ainda oferecer os serviços de um síndico profissional, contratado por ela e parte integrante do contrato feito com o condomínio.

Para um síndico profissional iniciante, esta pode ser uma boa opção para adquirir experiência, uma vez que conta com o apoio da empresa para resolver grande parte dos problemas.

Fonte: Jornal da Justiça.

http://www.sindicoprofissionalbrasil.com/pagina-inicial.html

Comentários

Deixe o seu comentário. Sua opinião é muito importante.

  • captcha * Imagem ilegível? Clique aqui Digite as letras conforme são mostradas na imagem acima, as letras não diferenciam maiúsculas e minúsculas.
  • Loading
  • Erro ao enviar seu comentário!
    - Os campos com * são obrigatórios.
    - O e-mail digitado é incorreto.
    - Digite corretamente as letras conforme são mostradas na imagem acima.
    Obrigado!
    Seu comentário foi enviado com sucesso.
Voltar ao Topo